Imprimir
Acessos: 784

Com nova composição, Governo inicia processo de reestruturação do MT Saúde

INTERNET   

Tomaram posse nesta sexta-feira (3) os conselheiros do Conselho Deliberativo do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores de Mato Grosso, o MT Saúde. Além do secretário de Estado de Administração, Francisco Faiad, como representante do governador, passam a integrar o conselho o representante dos Servidores Estaduais Ativos e Beneficiários do plano, o sindicalista Gilmar Brunetto, presidente do Fórum Sindical e seu suplente. O conselho é presidido por Flávio Taques, presidente do MT Saúde. 

Participam também do Conselho a advogada Benedita Rosarinha de Arruda Bastos, como representante da Secretaria de Estado de Administração; e o representante dos servidores estaduais inativos, Enio Ventura Campos (titular) e José Carlos Correa Ribeiro (suplente). 

"Desde que assumimos, temos trabalhado intensamente para reconstruir esse plano. O MT Saúde é uma ferramenta vital dentro da política de valorização do funcionalismo público de Mato Grosso. O governador Silval Barbosa tem dado todo o apoio necessário porque entende que somente com o servidor tendo a devida segurança é que será possível dar aos cidadãos deste Estado um serviço público de qualidade" - disse Faiad. 

Faiad destacou a importância da nova formação do Conselho Deliberativo. Segundo ele, a mudança com a entrada da representação dos servidores - tanto inativo como da ativa - permitirão mais transparência e, acima de tudo, vocação do plano. "É uma medida justa porque, afinal de contas, são os servidores os maiores interessados no plano" - comentou.

A reformulação do MT Saúde passa também pela redução do aparte financeiro por parte do Governo do Estado, seguindo orientação do Tribunal de Contas do Estado. Segundo Faiad, essa medida é fundamental porque vai permitir que, no futuro, o plano seja autosustentável. Entre as alterações está a mudança no sistema de contrato, que passará a ser pela faixa de idade, conforme regras do Agência Nacional de Saúde Suplementar. 

Segundo Faiad, a reestruturação do MT Saúde conta com um aspecto fundamental: a convergência de interesse do Governo, dos servidores e dos deputados, além de outras instituições públicas. "Temos a convicção de que vamos avançar muito na evolução do plano" - disse. Atualmente, o MT Saúde cobre 33.567 beneficiários, entre titulares e dependentes. 


Fonte: EDILSON ALMEIDA Assessoria/SAD-MT

0
0
0
s2sdefault